Outros sites caixa:

Dúvidas Frequentes

Tire suas dúvidas

Quem representa a CAIXA na Negociação Coletiva?

A CAIXA é representada na Mesa Única, da FENABAN, pelo Superintendente Nacional da SUBER (Superintendência Nacional de Relações Trabalhistas), Edgard Rodrigues Amaro e pela Gerente Executiva da GERET (Gerência Nacional de Relações Trabalhistas), Mychelly Rodrigues Braga, que também é o coordenadora da Comissão de Negociação, que representa a Empresa nas mesas específicas. A Comissão de Negociação é composta por empregadas de diversas áreas da instituição.

O que é Negociação Coletiva?

É o processo utilizado pelas empresas públicas, sociedades de economia mista, suas subsidiárias e controladas, e demais empresas sob controle direto ou indireto da União, para viabilizar a celebração de acordos coletivos de trabalho que sejam satisfatórios às empresas e aos empregados, observando-se as diretrizes fixadas pelo Decreto nº 08, de 31 de agosto de 1993. A Negociação ocorre anualmente, na data base da categoria bancária, em setembro, com o objetivo de buscar a conciliação dos interesses das duas partes.  Durante todo o processo, empresa e empregados negociam um acordo abrangendo cláusulas de natureza econômica e social, que passam a integrar o contrato de trabalho que irá vigorar por um período de um ano, ou seja,  até a data-base seguinte.

Como se dá o processo de negociação na CAIXA?

Na CAIXA, a negociação ocorre em duas instâncias: em mesa única na FENABAN, processo que envolve todos os bancos e onde são negociadas as reivindicações gerais (comuns a todos os bancários), e em mesas específicas, onde são tratadas, paralelamente, as questões relativas à Empresa.

Em suas comunicações, a Caixa sempre se refere à oferta de outros benefícios, não econômicos. Quais são eles?

Entre esses benefícios estão as Licenças Maternidade e Paternidade; Ausências Permitidas; FUNCEF; Transferência para Acompanhamento de Cônjuge/Companheiro, entre outros.


Clique aqui e conheça mais sobre os benefícios que a Caixa tem para você.

Como o empregado pode se manifestar em relação à proposta da CAIXA?

A proposta de conciliação, acordada nas negociações com as entidades representativas dos empregados, tanto na Mesa Única quanto nas Mesas Específicas, é levada para apreciação dos empregados  nas assembleias, que são convocadas pelos Sindicatos em todo o país.  

Quem representa os empregados?

As duas confederações, CONTEC e CONTRAF/CUT, são as entidades sindicais representativas dos bancários. São elas que assinam a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) com os bancos, na mesa única da FENABAN, bem como o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) com a CAIXA, nas mesas específicas.

A Comissão de Negociação da CAIXA se reúne com as entidades sindicais representativas dos empregados somente no período de Negociação Coletiva?

A CAIXA instituiu a Comissão de Negociação Permanente para negociar assuntos de interesse da Empresa e dos empregados ao longo de todo o ano.

O que são as mesas específicas?

Além das negociações da Mesa Única, a CAIXA também negocia em Mesas Específicas com os representantes dos empregados, no caso, a Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (CONTRAF/CUT) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (CONTEC). Esse processo envolve a negociação de questões específicas da CAIXA, como é o caso dos benefícios sociais.

O que é negociar em mesa única?

A Mesa Única é coordenada pela Federação Nacional dos Bancos (FENABAN), sendo composta por um representante de cada banco público e privado. É nesse espaço que são discutidas as cláusulas econômicas e sociais que contemplam toda a categoria bancária. A CAIXA participa das negociações da Mesa desde 2004 e segue a proposta da FENABAN para as cláusulas econômicas, a exemplo do reajuste salarial.

  Novembro 2020  
Novembro
DoSeTeQuQuSeSa
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30
Dúvidas Frequentes

Quem representa a CAIXA na Negociação Coletiva?

O que é Negociação Coletiva?